Juazeiro do Norte: a implantação de um ecossistema inovador

Um novo ambiente começa a se desenvolver na cidade de Juazeiro do Norte, no Cariri Cearense, onde o fomento ao empreendedorismo, a tecnologia e a inovação se coloca cada vez mais latente e inicia uma realidade vivenciada e defendida pelo setor público. O primeiro passo dado foi a implantação da pasta de Ciência, Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o que facilita no processo de implantação de uma cultura relacionada a temática e a implementação de projetos, como defende o Secretário Municipal, Michel Araújo: “somos responsáveis por toda uma área em desenvolvimento, gerando um ambiente disruptivo para que as novas ideias prosperem e criem a cultura inovadora em nosso município, gerando oportunidades para que os jovens possam se conectar com o poder público”.

Outras ações já se iniciam no município, como a entrada na Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas, e assim sendo implantado o conceito de smart city, se tornando o primeiro projeto de fortalecimento da tríplice aliança entre o setor público, o setor privado e a academia. “Somos conscientes de cada passo que devemos dar e assim vamos na busca de nos tornar uma cidade tecnológica e como consequência uma cidade inteligente”, defende o secretário. A parceria é visível no projeto, onde o mesmo é fortalecido pela presença da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e a da empresa BrisaNet, por meio da implantação de câmeras de vídeo monitoramento e internet liberada para comunidade no projeto piloto na Praça Feijó de Sá (Giradouro).

Outras ações como o apoio e o desenvolvimento a eventos de cunho regional, nacional e internacional se coloca como um outro caminho traçado pelo município como o TEDxGiradouroPark (26 de agosto), o Hackathon (Setembro) e o Startup Weekend, além do projeto InovaAção, que por meio de workshops em parceria com a UFCA foi possível trazer representantes de grandes instituições como Universidade de São Paulo (USP), Instituto Federal do Ceará (IFCE), Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) e Universidade Federal do Ceará (UFCA). E por meio do evento Biocant – Buscando à Inovação, foi possível o direcionamento junto ao Governo do Estado por meio da SECITECE e instituições de ensino superior locais como a Universidade Regional do Cariri (URCA), os primeiros diálogos para a implantação do parque biotecnológico português na Região do Cariri.

Assim, são por meio de ações e parcerias que a SEDECI busca criar um ecossistema de inovação, tecnologia e empreendedorismo na cidade do “Padim Ciço” e se destacar no cenário estadual.

projeto-arquitetonico-fap-ufca-blog-inova-mundo

Projeto Arquitetônico em parceria com a Faculdade Paraíso do Ceará (FAP) e a Universidade Federal do Cariri (UFCA)

Entrevista

  1. Qual a importância de Juazeiro do Norte possuir uma pasta destinada a ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo?

Por natureza somos uma cidade empreendedora, segundo o Padre Cícero temos que ter um “altar na sala e uma oficina no quintal”, isso por se só já gera economia. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (SEDECI) se coloca como uma mola transversal entre todos os setores e secretarias do município, dialogando com as mais diversas esferas de modo a integrar as ações, para um melhor aproveitamento dos recursos que gerem desenvolvimento sustentável, articulando os setores públicos, privado e acadêmico em prol de um trabalho dinâmico e inovador. Desta forma, precisamos pensar de forma integrada e também com as novas tendências de mercado, e a valorização da tecnologia e inovação além de trazer esta nova visão promove uma maior participação e captação dos jovens ao desenvolvimento da cidade e também de diálogo com o poder público.

 

  1. Como hoje se encontra o município em relação a tais temas?

Juazeiro do Norte tornou-se um polo universitário e de saúde na região, além de possuir uma força turística muito forte, porém com todos estes aspectos positivos não foi capaz de se desenvolver de forma tecnológica e inovadora. Somos tradicionais em muitos aspectos, porém é possível fortalecer o tradicionalismo incorporando tecnologia para que possamos ser mais eficientes nas nossas atividades.

 

  1. O que vem sendo feito pela SEDECI para criar e fortalecer este ecossistema inovador?

O primeiro passo que achamos de tamanha importância é integrar a sociedade civil, o setor privados e as universidade ao setor público, e isto já vem acontecendo nestes primeiros meses de atividades, pois muitos projetos já ocorrem em parceria. Um outro ponto importante é Juazeiro do Norte fazer parte da Rede Brasileira de Cidades Inteligentes e Humanas e ser uma catalizadora do Estado do Ceará, o que representa torna-se modelo nesta atividade. Um grande passo que estamos dando é a criação do Centro Regional de Inovação e Empreendedorismo, sendo um espaço que integre coworking, fablab, incubadora e aceleradora, e assim articulando em um só espaço todas as atividades de fomento a tais práticas. Os eventos se colocam como um outro grande impulsionador da inovação e a implantação da cultura tecnológica na cidade, por isso estamos sempre na busca ativa de atividades globais que possam ser de tamanha importância para o nosso crescimento.

 

  1. Como a sociedade pode auxiliar no desenvolvimento deste ambiente de inovação em Juazeiro do Norte?

A comunidade juazeirense se coloca como mola propulsora de todo este processo. Participar ativamente dos eventos e das ações que estão sendo realizadas é um caminho de fortalecimento do que estamos desenvolvendo. Além disso, a SEDECI promove uma abertura da coparticipação de todos, sendo um canal para ouvirmos as necessidades e também sugestão daqueles que buscam integrar inovação, tecnologia e empreendedorismo as suas práticas diárias.

 

  1. Qual o futuro que a Secretaria vislumbra para o município de Juazeiro do Norte e a Região do Cariri?

Como sabemos implantar a cultura da inovação e tecnologia em sociedade tradicional é um passo que deve ser dado aos poucos e com a união de todos, desta forma estarmos como uma Smart City e no ranking das cidades que fazem este diferencial já é um grande passo, além disso termos as universidades mais presentes nos nossos projetos e a participação do corpo discentes é algo que coloco como essencial. E para o futuro conseguirmos integrar todos os setores do município e assim gerarmos informações que auxiliem na criação de políticas públicas mais eficientes é um grande legado que queremos deixar.

Compartilhar
Mário Gurjão
Mário Gurjão
Parceiros
Receba Novidades
Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos exclusivos.

*Não enviaremos spam

Entre em contato
[email protected]
Localização
Rua Tomás Acioli, 1493
CEP: 60135-180
Fortaleza-CE
Redes Sociais

© inovamundo. Todos os direitos reservados.