Tecnologias emergentes aceleram a Transformação Digital no Varejo.

A indústria fashion fatura em torno de 1,5 trilhão de Euros no mundo todo e emprega mais de 60 milhões de pessoas. No Brasil, o setor faturou 156,3 bilhões de reais em 2018, emprega mais de 1,479 milhão de pessoas diretas e 8 milhões indiretas. Diante da oportunidade do setor, vem o desafio de acompanhar o crescimento sem perder os gaps da inovação. Neste sentido, a transformação digital opera como um gatilho para a indústria da moda, pois dia após dia as tecnologias emergentes estão influindo no desempenho das companhias e na sua relação com o cliente.

 

Tornar a inovação parte do DNA da empresa é desafiador e requer ampla expertise. Por esta razão, muitas companhias contam com a parceria de empresas de tecnologia especialistas em Transformação Digital. Assim, os times internos permanecem focados em seu core-business, enquanto o time externo atua como um apoio estratégico ao desenvolvimento de novas tecnologias.

 

Um bom exemplo dessa parceria é a UDS Tecnologia que tem apoiado o processo de Transformação Digital de grandes varejistas de moda como a Calvin Klein e Restoque – detentora das marcas Le Lis Blanc, Dudalina, Rosa Chá, John John e Bo.Bô. A empresa é especialista em desenvolver tecnologias estratégicas para melhorar a experiência do cliente e estreitar ainda mais o relacionamento entre as marcas e os consumidores. 

 

“Nós atuamos como uma parceira estratégica de grandes empresas. Desde a descoberta de oportunidades digitais inexploradas, até a concepção e desenvolvimento de produtos digitais completos. Para isso, utilizamos dinâmicas que aproveitam todo o conhecimento que o cliente possui, envolvendo-os no time. Isso nos permite criar tecnologias que ofereçam a melhor experiência ao consumidor e que estejam alinhadas aos objetivos de negócio das empresas. Todos ganham.” Afirma Paulo Cheles, diretor na UDS.

 

Dentre as tecnologias que estão transformando o setor, os aplicativos mobile são os mais requisitados. Para atender essa necessidade, a empresa conta com uma frente especialista em desenvolvimento de aplicativos, a Capptan – reconhecida entre as três melhores da América Latina. Através de aplicativos nativos, por exemplo, é possível personalizar as ações para o cliente final. Assim, cientistas de dados podem cruzar as informações e, com isso, munir todos os times da empresa com questões relevantes sobre o consumo em tempo real. 

 

Outro meio de digitalização é o processo de modelagem 3D que permite reduzir drasticamente o número de protótipos necessários para as coleções, evitando o desperdício. Já na produção, existem tecnologias que personalizam o produto via ”scanners corporais”, engajando o consumidor e aumentando a taxa de conversão. Além disso, a disponibilidade da Inteligência Artificial, Machine Learning, Beacon, Realidade Aumentada e RFID são exemplos de novas tecnologias com imensurável potencial para o setor varejo moda. As possibilidades para uso do digital são infinitas. Obter um meio para adentrar nesse ambiente é também a fórmula para garantir a sustentabilidade e melhorar a gestão das companhias.

Compartilhar
Sara Café
Sara Café
Jornalista do Inova Mundo
Parceiros
Receba Novidades
Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos exclusivos.

*Não enviaremos spam

Entre em contato
[email protected]
Localização
Rua Tomás Acioli, 1493
CEP: 60135-180
Fortaleza-CE
Redes Sociais

© inovamundo. Todos os direitos reservados.